quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

Foi numa manhã chuvosa de Dezembro, que os alunos com Necessidades Educativas Especiais do Agrupamento de Escolas Pedro Álvares Cabral se deslocaram a Caria, numa visita especial ao Rádio Caria. Fomos muito bem recebidos e pudemos ver como se processava uma emissão em direto. Os alunos puderam, ainda, bem como uma das professoras, falar em direto e até desejar um Feliz Natal. No seguimento desta viagem pudemos, ainda, visitar a Biblioteca de Caria e a Casa Etnográfica de Caria. Foi muito agradável. Uma palavra de agradecimento à Santa Casa da Misericórdia de Belmonte porque nos facultou o transporte.
Feliz Natal para todos!
14/12/2016

segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

DIA INTERNACIONAL DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA

Porque há dias que não podemos deixar passar em branco, hoje na nossa escola realizámos algumas atividades a fim de assinalarmos o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência.


A sala da UAEAM foi visitada por alunos de várias turmas. Demos a conhecer o trabalho que aí se desenvolve e puderam visionar pequenos filmes sobre a diferença. 
Um grande bem-haja às professoras Manuela Saraiva, Alda Martins e Ana Glaziou por terem aceite o convite.

Como até o tempo foi nosso amigo, fazemos no recinto da escola, nas imediações da UAEAM uma demonstração de Boccia na qual participaram alunos, professores e utentes da Santa Casa da Misericórdia de Belmonte que amavelmente responderam ao nosso convite. Obrigada pela vossa presença!


Neste ponto, não podemos deixar de agradecer à professora Paula Elvas a sua disponibilidade e entrega. É ela que desenvolve semanalmente  este desporto junto de um grupo de alunos. 
Obrigada professora Paula!

De seguida, junto ao portão principal da escola, fizemos uma largada de balões com mensagens alusivas ao tema "Ser diferente...". Na elaboração destas mensagens, participaram alunos de várias turmas. 


Da parte da tarde, recebemos a visita da escritora Maria do Carmo Vaz que nos apresentou o seu livro destinado a crianças e jovens. Foi uma tarde agradável e cremos que os alunos que estiveram presentes ficaram um pouco mais motivados para a leitura e ao mesmo tempo mais sensibilizados para temas da atualidade, como por exemplo o bulling. 
Obrigada professora Mª do Carmo pela sua presença.

Tudo isto não seria possível sem a colaboração e o trabalho de uma excelente equipa!



"INCLUSÃO é o privilégio de conviver com as diferenças."

segunda-feira, 21 de novembro de 2016

DIA NACIONAL DO PIJAMA


O Dia Nacional do Pijama é um dia educativo e solidário feito por crianças que ajudam outras crianças.


O Dia Nacional do Pijama realiza-se a 20 de novembro de cada ano (este ano como o dia 20 calhou a um domingo, celebrou-se a 21 de novembro).

A Santa Casa da Misericórdia de Belmonte convidou-nos a assistir a um pequeno espectáculo alusivo ao dia.





Ouvimos a música que o Agir adaptou para este   dia                 


Enquanto se ouvia a música, os utentes e meninos da instituição desfilaram vestidos de pijama, acompanhados dos pais.




Alunos do 10ºA e 8ºB



terça-feira, 1 de novembro de 2016

EDUCAÇÃO ESPECIAL CRIA ABÓBORA AMIGA DA DIFERENÇA

No âmbito da 1.ª exposição de abóboras, promovida pela Biblioteca de Belmonte, o grupo de Educação Especial do Agrupamento de Escolas elaborou uma mascote pautada pela diferença. 

Aranhas pretas juntaram-se a aranhas laranjas, todas se encontrando em "plena harmonia", numa simbologia à necessidade de respeitar e cuidar do próximo, numa perspetiva de igualdade plena.


* * *
Maria José Carvalho Proença
Educadora de Infância

segunda-feira, 10 de outubro de 2016

VINDIMA INCLUSIVA

I. A promoção da igualdade de oportunidades é essencial para a democratização do ensino e para a criação de uma sociedade de qualidade, equitativa e inclusiva.
Nesse sentido, as escolas devem acolher todas as crianças, independentemente das suas condições físicas, intelectuais, sociais, emocionais, linguísticas ou outras. Devem incluir as crianças deficientes ou sobredotadas, as de minorias étnicas e linguísticas e as que pertencem a áreas ou grupos desfavorecidos ou marginalizados.
Objetivamente, à Escola, em geral, e aos Educadores e Professores, em particular, compete promover o desenvolvimento de projetos Educativos e Curriculares baseados na inclusão, na equidade e na convincia democrática, envolvendo os professores, os alunos, as famílias e a comunidade social em que a escola se insere. Só assim será possível potenciar os processos de ensino e de aprendizagem numa perspectiva ativa, através da mobilização de todos os recursos da escola e da comunidade.

II. Foi tendo em conta estes aspetos que, o grupo de Educação Especial do Agrupamento de Escolas de Belmonte, em parceria com a sala do pré-escolar do infantário da Santa Casa da Misericórdia de Belmonte e com os idosos da mesma instituição, promoveu a realização de uma vindima inter e intra-geracional, em terreno pertencente a esta instituição, no passado dia 4 de outubro.
Por um lado, fomentou-se o convívio entre crianças e idosos, e, por outro lado, a partilha entre crianças do ensino regular e do ensino especial.
Este tipo de interação é fundamental para um processo de ensino e de aprendizagem são e equilibrado, na medida em que, através da troca de saberes (entre crianças e idosos) e do contacto entre crianças com condições físico-motoras diferentes, é possível fomentar os valores da partilha, da solidariedade, do respeito pelos outros e pela diferença, da entreajuda e, antes de tudo, da dignidade.
Só assim conseguiremos construir uma sociedade que se baseie na felicidade e na perfeita percepção de que os direitos e deveres de cidadania não se situam apenas no plano da geração vigente, mas também no das vindouras, às quais se deverá aspirar deixar um mundo melhor!


* * *
Maria José Carvalho Proença
Educadora de Infância

segunda-feira, 13 de junho de 2016

E porque “Nada é impossível, basta querer”, a nossa aluna Diana Guedes, apesar das suas limitações visuais, foi a ilustradora de um áudiolivro realizado a partir do livro “Estranhões e Bizarrocos” de José Eduardo Agualusa. A criação de uma versão áudio, da obra publicada pela D. Quixote, foi realizada por um conjunto de investigadores do Instituto Politécnico da Guarda com a colaboração de alguns alunos. 
Este audiolivro tem como objetivo chegar a um público diversificado e em especial pessoas portadoras de deficiência visual.


quarta-feira, 8 de junho de 2016